Parceiros

Centro de Estudos da Metrópole

Sobre o CEM-Cepid/FAPESP

O Centro de Estudos da Metrópole (CEM) é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDS) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Sediado na Universidade de São Paulo (USP) e no Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), é constituído por um grupo multidisciplinar, que inclui demógrafos, cientistas políticos, sociólogos, geógrafos, economistas e antropólogos.

Desde sua criação, no ano 2000, o CEM desenvolve pesquisa avançada de nível internacional em Ciências Humanas sobre temas relacionados às transformações sociais, econômicas e políticas das metrópoles contemporâneas, dando ênfase ao caso brasileiro. Os estudos feitos visam contribuir para os debates nacional e internacional sobre desigualdades sociais e espaciais e, para tal, abrangem comparações entre contextos urbanos e metropolitanos de diferentes regiões do Brasil e de outros países.

Sua agenda de pesquisa está voltada basicamente ao estudo de dimensões relacionadas ao acesso dos cidadãos ao bem-estar. Dessa forma, as pesquisas desenvolvidas estão voltadas aos mecanismos de produção e reprodução das desigualdades sociais ligadas à ação do Estado, da inserção nos mercados de trabalho e nas dinâmicas da sociabilidade e associativas.

A missão do CEM é promover a produção e avanço do conhecimento em seu campo de atuação; difundir esse conhecimento para a sociedade; transferir novas tecnologias, dados, indicadores ou metodologias, apoiando os agentes formuladores de políticas públicas; e formar recursos humanos qualificados.

O CEM congrega pesquisadores do Departamento de Ciência Política, do Departamento de Sociologia, da Escola Politécnica e da Escola de Artes, Ciências e Humanidades, todos da Universidade de São Paulo (USP); do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP); do Instituto de Ensino e Pesquisa (INSPER) e da Fundação Getúlio Vargas.

http://centrodametropole.fflch.usp.br/pt-br

contato: centrodametropole@usp.br

Pesquisadores

Adrian Gurza Lavalle é professor doutor do Departamento de Ciência Política da FFLCH-USP (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo) e pesquisador do CEM e do Cebrap. É coordenador do projeto “Conselhos, Regimes Subnacionais e Construção de Capacidades Estatais” no CEM e do Núcleo de Pesquisa Democracia e Ação Coletiva do Cebrap. Realizou o pós-doutorado no Institute of Development Studies (2005), o doutorado em ciência política na Universidade de São Paulo (2001), o mestrado em Sociologia na Unam (Universidad Nacional Autónoma de México) (1994) e a graduação em ciência política e administración pública, também na Unam (1991).

Eduardo Cesar Leão Marques é professor titular do Departamento de Ciência Política da USP (Universidade de São Paulo) e pesquisador e vice-diretor do CEM. Tem graduação em engenharia civil pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) (1987), especialização em saúde pública pela Fiocruz (1989), mestrado em planejamento urbano e regional pela UFRJ (1993), doutorado em ciências sociais pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) (1998), pós-doutorado no Cebrap (Fapesp, 2002) e estadias como pesquisador visitante na Sciences Po Paris (2013, 2015), na University College London (2014) e na University of California Berkeley (2019).

Mariana Giannotti é professora da Poli-USP (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) e coordena a área de Transferência de Tecnologia do Centro de Estudos da Metrópole (CEM). Fez graduação na USP, mestrado no INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e doutorado na Poli-USP. Leciona geoprocessamento para as engenharias ambiental, civil e de minas. Pesquisa sobre geoprocessamento aplicado à análise das desigualdades relacionadas ao transporte.

Marta Teresa da Silva Arretche é professora titular do Departamento de Ciência Política da USP (Universidade de São Paulo) e diretora do Centro de Estudos da Metrópole. Foi editora da Brazilian Political Science Review (2012-2018) e pró-reitora adjunta de pesquisa da USP (2016-2017). É graduada em ciências sociais pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), fez mestrado em ciência política e doutorado em ciências sociais pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e pós-doutorado no Departamento de Ciência Política do Massachussets Institute of Technology, nos EUA. Foi visiting fellow do Departament of Political and Social Sciences do Instituto Universitário Europeu, em Florença.

Renata Mirandola Bichir é professora doutora no curso de gestão de políticas públicas da EACH-USP (Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo) e diretora científica do CEM. Atua na pós-graduação em gestão de políticas públicas da EACH e no Departamento de Ciência Política da USP. É graduada em ciências sociais pela USP (2002), mestre em ciência política também pela USP (2006) e doutora em ciência política pelo Iesp-Uerj (Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro) (2011). Entre 2011 e 2013, foi coordenadora-geral de resultados e impacto do Departamento de Avaliação da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Seus temas de pesquisa incluem análise de políticas públicas, pobreza, assistência social, análise de redes sociais e segregação residencial.

Ursula Dias Peres é professora doutora no curso de gestão de políticas públicas da EACH-USP (Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo), pesquisadora do CEM/USP e pesquisadora visitante no King's College London. Tem graduação em administração pública pela EAESP-FGV (Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas de São Paulo) e mestrado e doutorado em economia pela EESP-FGV (Escola de Economia de São Paulo). Foi secretária adjunta de Planejamento, Orçamento e Gestão do Município de São Paulo.

Parceiros

AfroBiotaBPBESCEM - Cepid/FAPESPCENERGIA/COPPE/UFRJCPTEClimate Policy InitiativeDRCLAS - HarvardIEPSJ-PalLAUT